Afinal, o curso de engenharia é difícil?

Chega um momento em que é preciso escolher uma profissão e um curso que nos levará até ela. É comum que tenhamos dúvidas sobre o que fazer e qual o melhor caminho. E entrar no curso superior dos sonhos é uma grande vitória!

Para isso, é preciso ter boas referências sobre a futura profissão e a instituição em que estudará. E o curso de engenharia, certamente, é um dos mais reconhecidos e desejados.

Será que é mesmo tão difícil? Que parte dessa fama é exagero? Já parou para pensar que a dificuldade não será nada que você não possa superar?

As várias engenharias: uma delas vai agradar você

No Brasil, há cursos clássicos de engenharia, a exemplo da Civil, e há cursos mais recentes, assim como desmembramentos e especializações de outras engenharias. Na hora de escolher sua especialidade, é importante pesquisar o que cada engenheiro faz, assim como vislumbrar perspectivas realistas de carreira.

É claro que é importante mirar-se em bons exemplos, mas a maneira como cada pessoa vai administrar a carreira faz muita diferença.

Observe o mundo à sua volta e pense nas diversas atuações que podem existir para você. No momento atual, por exemplo, engenharias com disciplinas ligadas à gestão e negócios estão em evidência e serão cada vez mais necessárias.

A fama dos cursos de engenharia

Os cursos de engenharia gozam de prestígio. É uma bela carreira, de muita importância social e tecnológica. Ser engenheiro é o sonho de muitos estudantes, mas nem todos têm coragem de encarar o processo seletivo ou o curso superior.

Um inibidor da escolha de quem quer cursar engenharia é certa fama de que se trata de um curso “difícil”. Isso geralmente decorre de uma história de que disciplinas obrigatórias e fundamentais, como o Cálculo, só para dar um exemplo, são quase impossíveis de cursar e de ser aprovado. Mas este é mais um dos mitos.

Com disposição para estudar, qualquer pessoa pode cursar as disciplinas consideradas difíceis e aprender muito. Várias instituições oferecem cursos de revisão dos conteúdos abordados no ensino básico (fundamental e médio) para preparar os alunos para os cálculos seguintes, fundamentais para a formação do engenheiro.

Esse tipo de revisão dá uma força a quem está com alguma dificuldade e facilita muito a vida de quem sonha em ser engenheiro. Não vale a pena deixar o sonho por conta de medos assim.

Difícil não é impossível

Qualquer curso superior bem-feito exige estudo, dedicação, disciplina e esforço. Não é uma exclusividade da engenharia, isso vale para toda graduação. A base do ensino médio será necessária, além do esforço para aprender as novidades específicas da formação escolhida.

Com determinação e seriedade, qualquer disciplina pode ser vencida, aprendida e superada. Tudo valerá a pena no futuro e na sustentação de uma carreira de sucesso!

Para superar alguma dificuldade que surgir durante o curso, é possível procurar aulas de reforço, informações extras e, é claro, bons professores, que estão sempre dispostos a incrementar os estudos de alunos determinados.

Além disso, algumas faculdades também oferecem monitorias gratuitas. É bom estar atento e procurar soluções para os momentos mais complicados. E eles não serão a maioria!

Confira, a seguir, algumas dicas para se dar bem no curso de engenharia:

1. Entre para a engenharia e faça a diferença

A universidade é um lugar onde muitas pessoas de alto nível se encontrarão, e você pode ir ainda mais além. Faça o diferencial e comece desde o início a investir na sua carreira.

Ter o hábito de ler irá aprimorar muitas de suas qualidades, colocando-o pessoal e profissionalmente em um nível muito mais elevado. Além disso, buscar variadas formas extras de aprendizagem, como conteúdos de informática, programação, projetos, gestão ou idiomas irá proporcionar novos conceitos e agregar ainda mais valor à sua formação.

Outro fator importante para se destacar na engenharia é estudar com frequência e moderação, e não deixar acumular muito conteúdo para se estudar de uma única vez. A distribuição dos conteúdos irá permitir que o aluno não se sobrecarregue estudando, ficando tranquilo para descansar nos momentos corretos, outro fator de grande importância na vida de um engenheiro.

2. Leve a sério as experiências proporcionadas pelo estágio

Realizar estágios durante a graduação traz inúmeros benefícios ao estudante. Certamente você irá se deparar com disciplinas cujo conteúdo pode não parecer tão importante porque na prática você não imagina onde ele poderá ser aplicado, levando muitas vezes o aluno a perder parte do interesse em estudar tal parte.

O estágio o colocará em situações que a sala de aula não mostrará, e o conteúdo multidisciplinar abordado de forma prática revelará muitas coisas sobre o curso de engenharia.

Além disso, a comprovação de experiência prática durante a graduação incrementará e muito o seu currículo inicial, que não se restringirá a conter apenas a graduação e o colocará à frente de muitos concorrentes.

3. Consulte professores e monitores

Uma das piores coisas a se fazer na faculdade e até mesmo na vida é ficar com alguma dúvida e não encontrar uma maneira efetiva de resolver isso. Por mais que muitos professores sejam rígidos em sua forma de trabalhar, eles acabam fazendo isso por vontade de ver o crescimento de seus alunos. Desta forma, evite levar dúvidas para casa, e consulte, sempre que possível, os seus professores. Eles estarão lá realmente para o ajudar!

A abordagem do conteúdo em sala de aula pode ser ensinada de uma forma diferente por aqueles que dominam o conteúdo, mas, para isso, o estudante deverá se manifestar e expressar as suas dúvidas.

Outra forma muito boa de compreender melhor o conteúdo é consultando os monitores. Por estarem em níveis um pouco mais avançados, eles poderão auxiliar com sua experiência e não intimidarem tanto os estudantes menos experientes como podem fazer alguns professores.

Depois de absorver a informação, é hora de fixá-las bem na mente. Uma grande forma de fazer isto é assumindo a posição contrária e ensinando seus amigos. A forma de organizar as ideias em sua cabeça para repassá-las a outros o ajudará a compreender muito melhor o conteúdo.

4. Participe de feiras, palestras e congressos

A participação do estudante em feiras, palestras, congressos, semanas acadêmicas ou qualquer atividade extra é um grande aprimoramento na formação profissional.

Além de conhecer inovações, trocar experiências com pessoas de diversos locais, formações e culturas, e conhecer novas pessoas que podem ser importantes no futuro, ficar por dentro das últimas novidades do mercado fará o estudante se empolgar e ter mais interesse pelo próprio curso, levando mais a sério as atividades acadêmicas, por cada vez mais se sentir seguro sobre o seu futuro profissional.

Se seu sonho é ser engenheiro ou se isso passa pela sua cabeça, encare com firmeza. O que falta para você tomar sua decisão? Entre em contato com a FEAMIG. Certamente, poderemos ajudar a aproximar você dessa bela carreira que é a engenharia!

Comments

comments

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"