Carreira de Engenharia: quais caminhos você pode seguir

Ser um profissional de Engenharia não significa trabalhar a vida inteira em uma grande empresa. Nos últimos anos, inúmeras startups estão surgindo e são um bom lugar para quem tem a mente criativa e o pensamento inovador. Além disso, vários países têm buscado por engenheiros brasileiros, o que tem gerado o aumento no número de profissionais indo trabalhar no exterior.

Confira alguns caminhos que um engenheiro pode seguir após a sua formação!

Carreirista: O caminho mais tradicional para seguir quando se é formado em Engenharia é fazer carreira dentro de uma empresa. É possível ingressar nas grandes companhias como estagiário e, aos poucos, ir conquistando outros cargos. Para isso acontecer, você deve vestir a camisa da empresa, mostrar resultados e se capacitar cada vez mais. Dentro das empresas, é possível atuar em várias áreas, de uma forma transdisciplinar, não ficando, apenas, dentro da fábrica, mas engenheiros também atuam na Comunicação, na Medicina, na Tecnologia, etc. 

Empreendedor: Se você tem criatividade, gosta de inovar e de inventar, talvez esse seja seu caminho. Nessa direção, é possível desenvolver algum produto diferenciado, fundar uma empresa ou fornecer serviços. Na própria graduação é possível planejar projetos com ajuda dos professores e colocá-los em prática antes ou depois de se formar.

Profissional global: Já esse caminho é para quem tem o sonho de sair do Brasil e seguir carreira no exterior. Países como Canadá, Austrália, Nova Zelândia e China querem e incentivam brasileiros a irem trabalhar lá – e para os engenheiros, esse caminho é mais acessível. Mas, para isso, o profissional deve ter o inglês na ponta da língua, ou outro idioma  de acordo com o país onde vai seguir carreira, além de gostar de desafios e não ter medo de se arriscar.

Pesquisador: Trabalhar com pesquisa também é um caminho a ser seguido. Para isso, é preciso ter censo analítico, para fazer as análises dos dados coletados; curiosidade, para buscar sempre por novidades; e persistência, pois os resultados podem demorar a ser encontrados. É possível iniciar as pesquisas científicas ainda na faculdade e continuá-las após a graduação. Também é possível conseguir bolsas de instituições para financiar essas pesquisas.

Docência: Há ainda a opção de seguir carreira acadêmica. Para isso, além da graduação, deve-se ter outras formações, como mestrado ou especializações. Na área acadêmica, pode-se ministrar aulas em faculdades, escolas, além de publicar artigos, participar de bancas e orientar trabalhos de alunos.

E você, já consegue identificar qual caminho seguir após se formar? Comente e nos acompanhe em nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no Twitter e no LinkedIn.

Comments

comments

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"