Profissionais globais: países que querem brasileiros e quais os profissionais mais procurados

Muitas pessoas têm objetivo de sair do Brasil após completar sua graduação para fazer carreira em outros países. Para os engenheiros, esse sonho não é muito difícil de se concretizar.

Isso acontece por alguns motivos: o trabalho dos brasileiros nessa área é amplamente reconhecido no exterior, uma vez que as experiências adquiridas ao longo do período da graduação – seja na própria faculdade, fazendo cursos externos ou por meio de estágios – são consideradas um diferencial valioso. Além disso, de acordo com recrutadores, a oportunidade de trabalhar em grandes empresas multinacionais e usar tecnologias de ponta fazem com que os brasileiros e outros estrangeiros mostrem grande comprometimento e entreguem bons resultados.

Confira alguns países que buscam por profissionais brasileiros e em quais áreas há mais oportunidades.

Canadá

A previsão do país é receber 300 mil novos residentes por ano na próxima década. As áreas de Engenharia e TI são as que têm um mercado mais aquecido, sendo que os salários no Canadá são de 30% a 40% mais altos que no Brasil. Mas, para conquistar um bom emprego, o profissional deve ter alta qualificação, já indo como especialista ou se qualificando profissionalmente lá.

Com frequência, a agência de desenvolvimento econômico da cidade de Quebec (lado franco-canadense) divulga oportunidades de recrutamento para estrangeiros e, da última vez, 48% dos candidatos eram brasileiros.

Austrália

Profissionais brasileiros, principalmente da área de tecnologia, estão cada vez mais no radar de empresas australianas. A razão disso é que o país precisa buscar estrangeiros qualificados para compensar a baixa mão de obra local.

Para conseguir uma boa oportunidade na Austrália, é preciso ter no mínimo bacharelado e, preferencialmente, mais de cinco anos de experiência profissional. Além disso, dominar o inglês também é requisito para ter sucesso no país. O governo australiano todos os anos divulga uma lista com as profissões mais demandadas no país para os próximos 12 meses. Na última lista, das 183 carreiras mencionadas, a mais citada foi a de Engenharia. As ênfases são civil, naval, química, ambiental, biomédica e eletrônica. De maneira geral, as cidades de Sydney, Melbourne, Brisbane e Gold Coast são as mais buscadas por brasileiros, pois são praianas e têm boa oferta de empregos.

Nova Zelândia

A Nova Zelândia e, em especial a cidade de Christchurch, estão de portas abertas para profissionais de Engenharia.

O município, devastado por um terremoto em 2011, passa por um intenso processo de reconstrução. Com isso, possui a menor taxa de desemprego de toda Australásia, região que abrange a Austrália, Nova Zelândia, Nova Guiné e ilhas da parte oriental da Indonésia. Os ramos da Engenharia que mais necessitam de profissionais são Civil, Mecânica, Elétrica, Hidráulica e Ambiental.

Para ocupar as vagas, o Ministério da Imigração da Nova Zelândia publica regularmente listas com os profissionais mais procurado pelo governo.

China

Mesmo sem a força econômica do passado, a China permanece no centro das atenções nos negócios e na tecnologia. Com isso, continua recebendo estrangeiros para suprir a demanda de vagas. Fique de olho em empresas brasileiras recém-adquiridas por investidores chineses, que podem ser uma porta de entrada para uma possível carreira no oriente.

Além do inglês, requisito para se conseguir uma oportunidade no país, o mandarim é um excelente diferencial e uma boa opção de idioma para se investir. Mas, para se trabalhar em uma empresa chinesa, é preciso estar aberto à forma com a qual eles trabalham. Por lá, a hierarquia é levada a sério e, muitas vezes, é necessário ouvir e executar as decisões dos superiores sem questioná-las. Além disso, o ideal é não ter medo de correr riscos – uma vez que eles veem nos riscos uma forma de ganhar dinheiro – e ser extremamente organizado.

E você, pretende fazer carreira fora do Brasil? Comente e nos acompanhe em nossas redes sociais. Estamos no FacebookInstagramTwitter e no LinkedIn

Comments

comments

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"