Startup em BH: 4 lugares que fomentam o empreendedorismo

Belo Horizonte sempre foi conhecida por ser a capital dos botecos, mas a fama vem dando lugar para o empreendedorismo. Cada vez mais jovens estão empenhados em fundar a sua startup em BH.

Neste post, falaremos brevemente sobre o cenário para o empreendedorismo na capital mineira e apresentaremos 4 lugares que oferecem fomento para startups. Se a sua ideia é tirar um projeto do papel ou evoluir o seu negócio em Belo Horizonte, acompanhe a leitura e fique por dentro das nossas dicas!

O ecossistema favorece para fundar sua startup em BH

Belo Horizonte conta com mais de 400 startups, e muitas delas despontam no mercado nacional como referência em seu segmento de atuação, como é o caso da Samba Tech, Sympla e Méliuz.

Diversas incubadoras estão presentes no estado que já é o segundo maior em número de empresas de tecnologia da informação e biotecnologia. E a mão de obra qualificada também é um fator que favorece ao empreendedorismo na cidade.

Quer fazer parte dessa estatística? Confira 4 programas para inscrever o seu projeto!

Seed

O Seed é um programa de aceleração para startups que conta com recursos públicos para incentivar empreendedores de todo mundo que queiram desenvolver projetos em Minas Gerais.

As startups participantes recebem um capital “semente” de até 80 mil reais, além de um programa de mentoria e coworking que duram 6 meses.

A Arkmeds — startup focada em oferecer tecnologias para melhorar a gestão hospitalar — participou da terceira rodada do Seed e foi uma das beneficiadas pelo programa.

Para participar é preciso baixar o edital pelo site do Seed e cumprir com as exigências.

San Pedro Valley

O nome nasceu de uma brincadeira com o tradicional bairro de BH — São Pedro — e o Silicon Valley, área na Califórnia que agrupa algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo, como Apple, Facebook e Google.

O San Pedro Valley se tornou referência para as empresas de tecnologia da cidade, e busca empresas e projetos com modelo de negócios escaláveis ou que tenham algo de valor a oferecer para o ecossistema.

A startup Beved — plataforma de aulas online — é uma das que foram beneficiadas pelo San Pedro Valley.

Pelo site do programa, o empreendedor pode cadastrar seu projeto. Basta preencher um formulário com informações pessoais, sobre a empresa e uma descrição do seu plano.

BH-TEC

O principal objetivo do BH-TEC é estreitar os laços entre os estudantes universitários e as empresas, favorecendo o desenvolvimento econômico.

Para participar do BH-TEC, o empreendedor deve exercer atividades baseadas no desenvolvimento tecnológico e focadas em atender as necessidades da sociedade.

Criada na UFMG, a Ecovec é uma startup que utiliza biotecnologia para auxiliar gestores públicos na administração dos municípios. O ambiente da BH-TEC tem sido muito útil para a Ecovec evoluir o seu projeto.

Para se inscrever, é preciso preencher um formulário com seus dados, manifestando o interesse pelo programa.

Acelera-MGTI

A aceleradora conta com apoio do governo de Minas Gerais — por meio da FAPEMIG — e com recursos do SEBRAE e do BDMG.

Um programa de mentoria para startups é colocado à disposição dos empreendedores e conta com executivos de grandes empresas como a Oi, Cemig, Infosys e várias outras.

A Homix, plataforma que oferece serviços e reparos residenciais, foi uma das selecionadas para participar do Acelera-MGTI.

Para cadastrar sua startup no programa, o empreendedor deve preencher um breve formulário para ter acesso à plataforma de aplicação de projetos.

Se você tinha dúvidas sobre a cidade para fundar a sua startup e quais programas de aceleração se inscrever, talvez este artigo tenha ajudado a elucidar essas questões.

Quer receber mais dicas para alavancar sua startup em BH? Então siga-nos no Twitter, Facebook e LinkedIn!

Comments

comments

feamig

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"