Tudo o que você precisa saber sobre Engenharia de Agrimensura

Diferente de outros cursos de Engenharia, a Agrimensura não é tão tradicional no Brasil. Considerado relativamente recente no país, sendo instituído em 1957 e regulamentado em 1964, esse campo de estudo é explorado por somente 21 instituições de Ensino Superior no país.

Porém, registros históricos indicam que as práticas relacionadas a essa profissão já existiam desde 1.400 a.C. Segundo a revista A Mira, foram os engenheiros agrimensores os responsáveis por determinar os limites de terreno às margens do Rio Nilo, visto que as enchentes anuais destruíam porções dessas terras férteis.

 

O que é?

A Engenharia de Agrimensura trabalha com captação de dados geográficos para desenhar mapas topográficos – que se caracterizam pela detalhada representação do relevo, principalmente por meio de curvas de nível.

Essas cartas geográficas são utilizadas pelos engenheiros durante o planejamento de obras, visando entender as condições da área. Com isso em mãos, é possível adequar o projeto às condições de seu entorno, seja em áreas urbanas ou rurais. 

 

Perfil do profissional

Fundamentalmente, o engenheiro de agrimensura precisa gostar de assuntos relacionados à terra, à geologia e à topografia. Isso por que boa parte da rotina dessa profissão é fora dos escritórios, no campo.

Afinidade com números também é essencial, vista a necessidade de realizar cálculos complexos, relacionados a fatores como as fundações e características do solo.

Outra habilidade importante é a precisão e concentração para descrever, definir e monitorar os espaços físicos, além da criação, organização, preservação e atualização de arquivos de informações geográficas e/ou topográficas.

 

Curso

O curso de Engenharia de Agrimensura tem duração mínima de quatro anos. No entanto, na maioria das faculdades, ele dura cinco anos. Ao longo desse período, o estudante tem muitas aulas práticas em laboratórios e pesquisas de campo, atreladas às sessões teóricas.

Durante a graduação, o aluno estuda desde disciplinas de formação básica, como Matemática, Física e Química, até matérias específicas para a profissão, como Topografia, Fotogrametria e Loteamento.

Além disso, o graduando é ensinado a usar recursos de alta tecnologia, vista a necessidade de se preparar para uma rotina de manuseio aos mais diversos aparelhos.

A FEAMIG é a única faculdade de Belo Horizonte a oferecer o curso, que possui a duração de 4 anos, e o profissional chega antes no mercado de trabalho, sem perder carga horaria e conteúdo.

 

Mercado de trabalho

Como o campo de atuação envolve atividades nos diversos ramos da Engenharia, e devido à quantidade de matérias aprendidas ao longo da graduação, o mercado de trabalho é consideravelmente amplo, pois independente da finalidade da obra, o trabalho do engenheiro de Agrimensura é necessário. Ele pode atuar na elaboração de cartas e plantas topográficas para obras de infraestrutura, atuar como perito agrimensor, na demarcação de áreas, nos sistemas de saneamento, na obtenção e tratamento dados de levantamentos topométricos, geodésicos, gravimétricos, hidrológicos, fotogramétricos e muito mais.

Porém, apesar de o mercado ser bom, a procura pela profissão é baixa. Então, que tal considerar a Agrimensura como a sua opção de carreira? Aproveite as oportunidades da profissão e inscreva-se: www.feamig.br/vestibular.

Comments

comments

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"